Pequenos almoços bio

25 de abril de 2016


A primeira vez que comi granola foi no ano passado, no verão, quando passei férias no fim do mundo com a Marta Miranda. Ficámos dois dias isoladas sem comida e só havia a granola dela e eu tive de a comer. Achei absolutamente desagradável - só para não dizer repugnante. Não me sabia a nada e com iogurtes naturais (não tínhamos açúcar) sentia-me a comer algo azedo só para encher o estômago.

Ao fim de duas semanas, o meu corpo já estava tão habituado a granola que, quando voltei para casa e aos velhinhos e clássicos cereais do supermercado, já não os consegui comer. Percebi que, durante anos, tinha andado tão entupida de açúcar que o que era natural não me sabia bem porque o meu corpo pedia mais e mais açúcar. Hoje em dia, tenho explorado muitas outras opções biológicas e naturais e ando a descobrir tanta coisa que me faz confusão pensar como é que, sem saber, comia tanta porcaria.

Isto que vos mostro são algumas das que descobri recentemente - confesso que isto é todo um universo por explorar e ainda sou bastante novata nestas andanças. 

  • Os cereais Veríval são 100% orgânicos e são adoçados com açúcar de beterraba. Sim, são mesmo saborosos - depois de comerem isto não vão querer tocar nunca mais nos cereais "clássicos" de supermercado. 
  • Estes iogurtes Pur Natur (neste momento estão com desconto no Continente) são biológicos e vão ver que o sabor não tem nada a ver com os tradicionais iogurtes que normalmente compramos. A primeira vez que comi um iogurte biológico foi quando passei uns dias em Montemor com a minha amiga Cristina. Eram de um produtor de um monte vizinho dela que produzia para consumo próprio e venda local e fiquei fascinada. Tenho explorado outras opções fora do corredor dos Iogurtes "normais" e estes são óptimos para quem quer experimentar, pela primeira vez, algo biológico.
  • Eu como imensas torradas - quase diariamente. Com creme vegetal, claro. As compotas são uma alternativa para não estarem sempre a comer "manteiga". Mais uma vez, estas são biológicas e sem adições de açúcares.
  • Chá - podia fazer todo um doutoramento em chás, dada a quantidade diária que bebo. E raramente tenho a sorte de poder beber vindos da fonte. Os meninos da Primetag foram a Londres e trouxeram-me uma embalagem do original English Black Tea. E o sabor é tão diferente do chá preto que compramos aqui no supermercado - é mais doce e mais concentrado. 

Todos estes produtos (menos o chá) vendem-se nos supermercados como Jumbo ou Continente por isso não há desculpas para se encherem de açúcar até explodirem. Para quem não gosta de perder tempo com estas coisas das gorduras, dos alimentos saudáveis, sem glúten, sem ingredientes tóxicos, amigos do ambiente e todos estes conceitos que, para mim, também são confusos, estes produtos são sugestões fáceis de encontrar, têm preços acessíveis e são fáceis substituições num primeiro impacto. 

Noutro post, mostro outras das coisas que tenho descoberto :) Se querem saber mais produtos deste produtor BIO, vejam o site.






3 comentários

  1. Que bom aspecto, e eu deste lado só ando a comer porcarias ahaha

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu também sou dessas que acha tudo demasiado confuso. Tenho de ir procurar essas sugestões porque quero mesmo alimentar-me melhor :) obrigada.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. ahahah eu acho que me lembro de ver um snapchat sobre isso, a falares de que estavas a passar fome eheh boa memória :-)

    Bejinho e tem tudo um aspeto delicioso.
    Soraia

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© the styland. Design by Fearne.