O AMOR É OUTRA COISA #32 Expectativas VS Realidade

25 de janeiro de 2016



Por muito que nos tentemos convencer que grande parte do amor é fisico - desculpem-me todos os que crêem que o sexo conduz ao amor - não é. O amor é, em grande medida, psicológico. Está relacionado com a forma como uma pessoa nos faz sentir na sua presença, com as suas palavras, com o seu toque, o seu olhar, o seu sorriso, as expectativas que nos cria. Aquele amor que sentimos depois de horas de conversa com alguém. Melhor que o sexo é aquele amor que sentimos por alguém que nunca nos tocou. Pode parecer completamente absurdo para muita gente - ridículo, até. Mas este é aquele tipo de amor - e se a palavra amor ainda vos assusta, saiam daqui - que vai muito mais além do físico. E isso é raro nos dias de que correm.

Há uns tempos conheci um tipo num jantar e demo-nos bem. Não tínhamos nada a ver um com o outro mas falávamos tanto sobre trabalho e ideias que as nossas conversas fluíam de forma natural. Mas - e porque eu não estava interessada nele - sempre tracei bem essa linha nem nunca fiz nada que lhe desse a entender o contrário. Depois de vários convites para sair recusados, acabei por aceitar um para um concerto que queria ver e ele tinha passes. E acho que, aí, pisei a linha. Porque ele idealizou um cenário que nunca se iria concretizar. E acabou por idealizar uma pessoa que eu não era.

Mas porque eu tinha respeito por ele, fui honesta, expliquei o que (não) sentia e que não era aquela pessoa que ele tinha imaginado na cabeça dele. E ele disse-me aquilo que uma mulher tanto deseja ouvir e que, em 99% dos casos, não ouve da pessoa que quer - que estava apaixonado por mim. Na altura, eu não consegui compreender como é que ele estava apaixonado por alguém que nem conhecia decentemente. Eu era apenas uma figura, uma personagem virtual com quem ele falava, uma imagem que ele tinha imaginado na cabeça dele. Falava com ele como falava com os meus amigos, de forma completamente banal e despreocupada. Mas acabei por perceber - e pedi-lhe desculpa, mesmo não tendo de o fazer - que ele tinha criado expectativas irreais relativamente a mim. Sem eu ter feito rigorosamente nada.

Às vezes, temos de ter cuidado com os sinais que passamos aos outros. Porque pior do que não gostar de alguém é dar-lhe a entender que sim, é alimentar o nosso ego com essa pessoa e no fim não corresponder às expectativas que ajudámos a criar.

Pior que aqueles cabrões que desaparecem e não nos dizem nada, são os vestidos de cordeiro que nos vão dando festinhas para nos manter na prateleira, confundindo-nos a cabeça e o coração.

Porque, no final das contas, não podemos fazer uma pessoa apaixonar-se por nós se não temos a intenção de corresponder. Porque o amor não é só físico - muito dele é mental e baseado em expectativas.

Claro que, algum tempo depois, este tipo passou-se e chamou-me - vejam lá - puta e eu deixei de ter pena dele e de lhe responder. Mas, mesmo assim, consigo compreender a frustração que as expectativas falhadas criam e que, por vezes, acaba por lixar tudo.

Já vos aconteceu? Partilhem as vossas diferentes visões sobre isto :)

13 comentários

  1. De certeza que não fizeste nada? Ninguém se apaixona com meia dúzia de conversas. Vocês mulheres gostam muito de se fazer de santinhas...

    ResponderEliminar
  2. Happens. Já me aconteceu e é estranho. Porque na minha cabeça, éramos amigos - felizmente a coisa passou e ficamos amigos na mesma. Mas...é estranho! Mas lá está, nós também nos apaixonamos para depois dar-mos com o nariz na porta, portanto é normal que o contrário também aconteça!

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é normal mas é preciso ter-se caracter e bom coração para, após a frustração, se conseguir manter a amizade, não é? :)

      Eliminar
  3. Estiveste mal... Muito mal mesmo. Devias ter percebido os sinais que te enviava, e se fosse o caso ser mais assertiva. Brincar com os sentimentos não é bom. Perdemos amigos e pessoas importantes por sermos irresponsáveis pelas nossas acções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro mas eu nunca dei qualquer tipo de sinal e era bastante explícita no que não queria, fui honesta muitas vezes. Acho que o problema aqui foi a dificuldade em lidar com a frustração. Porque nós nem éramos propriamente amigos, éramos conhecidos, falávamos virtualmente...

      Eliminar
  4. Sim, já me aconteceu pessoas dizerem que se tinham apaixonado por mim sem me conhecerem minimamente bem também. Concordo contigo a 100% nisto: "o amor é, em grande medida, psicológico."
    As pessoas vêem o que querem ver e facilmente imaginam toda uma personalidade que não é nossa, gostos que não são os nossos e afectos que - definitivamente - não nutrimos de volta.

    E, já agora, vou deixar um "granda LOL" ao comentário de cima. Típico... Amigo, ninguém consegue fazer ninguém apaixonar-se por si. Não é assim que funciona... antes fosse. ;)
    (mas a culpa é sempre das mulheres, óbvio...)

    Joan of July

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes fosse mesmo babe... seria tudo tão mais fácil :P

      Eliminar
  5. Anonymous:
    "De certeza que não fizeste nada? Ninguém se apaixona com meia dúzia de conversas"

    Pode acreditar que é possível se apaixonar por menos que meia dúzia de conversas...

    ResponderEliminar
  6. Sempre gostei mais de amigos homens que mulheres e sempre tive mais amigos homens que mulheres. Cheguei aquela idade mais ou menos 26 anos em que tive de deixar ter amigos homens. Os meus amigos do peito comecaram a levar as suas relacoes muito a serio e deixaram de estar comigo e os meus novos amigos meses depois acabavam por me tentar beijar na boca ou faziam Uma declaracao de amor. Sera que Uma mulher e um homem nao podem ser amigos? Fazer coisas juntos sem que haja segundas intencoes? Sofri muito ao aperceber me desta dura realidade. Hoje em dia quando saio com o bruno, o meu companheiro e fazemos amigos rapazes que adorei de caras peco logo o numero deles, assim Ja sabem que tenho namorado e amo-o muito :) (mesmo sabendo que isso pode nao valer de nada para certos homens que metem coisas irreais na cabeca e deverao pensar que Se calhar gosto mesmo e deles e nao do Bruno lolol)

    Tudo isto para dizer been there, done that. Isto e tudo muito psicologico pois quando gostas de alguem so ves Aquila que queres: um olhar especial, o toque na mao, o abraco eterno e forte, aquelas palavras meigas mas hey acorda!! Ha Uma coisa muito linda que Se chama AMIZADE

    ResponderEliminar
  7. *montes de errors, peco desculpa mas Ja me tou a Passar com este touch

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahaa eu percebi que havia aí qualque problema :P E gostei da atitude, ser logo bastante explicita em tudo!

      Eliminar
  8. As pessoas também deixaram de saber lidar com as frustrações. Se custa ouvir um não, com ou sem expectativas? Claro que custa! Se isso é razão para depois ofender?! Nem pensar!!! Cada vez mais as pessoas esquecem a educação ou se calhar nunca a tiveram.

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© the styland. Design by Fearne.